testemunhos

Página destinada aos vossos comentários e sugestões, sobretudo positivos mas também negativos (menos!), que os utilizadores deste sítio entendam enviar, como é o caso dos cumprimentos e felicitações ou reclamações, assuntos e discussões, etc. Tudo deve estar de acordo com o espírito e os princípios da SSRU.

___________________________________________________________________________________________

5

13 pensamentos sobre “testemunhos

  1. Quantas e quantas atrocidades foram cometidas nas inúmeras intervenções em edifícios do CHP durante a vigência do CRUARB – Comissariado para a Renovação Urbana da Área de Ribeira/Barredo sob a direcção do Arq. Rui Loza. À excepção de algumas intervenções pontuais “panfletárias e politicamente correctas” em que foram restauradas e preservadas as estruturas originais em madeira, pedra e taipa e as tipologias dos edifícios, a grande maioria das “reabilitações” passou pela demolição sem critério do miolo dos edifícios, sem análise e sem qualquer estudo que suportasse essa decisão e a sua substituição por estruturas de betão, mantendo-se apenas as fachadas originais. Bastava que as caixilharias exteriores fossem em madeira, preservando o aspecto romântico e fachadista da coisa, para que tudo o resto pudesse ser dizimado. Uma barbarida! A justificação inicial era a urgência do realojamento das famílias que viviam em habitações com condições extremamente precárias e que portanto exigiam uma reabilitação também urgente de alguns edifícios e que a forma mais rápida e economicamente viável de o concretizar era proceder a demolições e reconstruções recorrendo a estruturas de betão armado. Mas ao longos dos anos que se sucederam a esta fase, quando essa urgência e necessidade foi deixando de ser necessária, mantiveram-se o “velhos hábitos” e a destruição do património continuou. Se tudo isto não justifica a perda do título de Arquitecto e a impossibilidade de alguma vez voltar a exercer Arquitectura, então meus caros e parafraseando Giorgio Grassi: “A arquitectura? Estou jubilado, agora prefiro ir à pesca”.

  2. Caro ssru

    Tenho vindo a descobrir o seu blog aos poucos, e escusado quase será dizer que me identifico com a matéria nele contida. Nenhum de nós sabe nunca aquilo que poderá mudar, mas se não tentarmos também nunca o saberemos, e certamente nada mudará. Até breve!

  3. caro conde, vossa senhoria compreende perfeitamente o valor da amizade e o impacte que as vossas palavras produzem nestes seus serviçais. os actos de cidadania têm altos e baixos, mas por agora não é ainda caso de baixar as armas. antes apenas um descanso dos guerreiros na preparação das próximas batalhas. gratos pela confiança depositada e pela resiliência de v. graça em permanece do nosso lado. abraços fraternos desta equipa ao dispôr.

  4. Há uma enorme diferença entre mandar “bocas” e “saber” do que se fala. É como dizer que “Gosto” é relativo e tecer comentários estéticos sem saber do que se trata, ou já agora de confundir “Urbanismo” com legislação urbana ou se calhar com Desenho urbano, mas o que mais se faz hoje em dia em face dos “Direitos” de cada um é mesmo este direito de mandar bocas e ter opiniões como se de especialistas todos se tratassem.
    E assim somos geridos no dia-a-dia da nossa vida pela classe incompetente partidária a que estamos entregues e é assim que são geridas as nossas cidades pelos políticos, urbanistas e outros gestores do nosso espaço. A cidade do Porto e o seu Centro histórico não escapam à regra. O resultado vai estando à vista.
    Tentar construir fazendo oposição cansa e nem sempre dá bons resultados. Colocar a “bandeira” ao contrário, não é suficiente. Dar o corpo ao manifesto, pode queimar. Mas seja da maneira que for, há que ser “ingénuo” e continuar. A isto chama-se e assim vos desejo, muita Fé.
    O vosso Blog é sabedor, culto e divertido na boa escrita que pratica, nada de desistir 

  5. Pingback: a destilaria do berto, por ssru | ssru . sociedade secreta de reabilitação urbana

  6. Ilustre Berto, “mantenha a calma, isto é só um blog”.
    Provisoriamente usaremos esta caixa para contactá-lo (uma vez que o seu endereço de mail não parece credível) para o informar que o seu comentário é demasiado volumoso para se confinar a este espaço e pretendemos dar-lhe os “15 minutos que merece” no corpo de um artigo.
    Como por outro lado este sítio não é uma mesa de ping-pong (nem nunca será), vimos convidá-lo a, querendo, completar ou acrescentar mais alguma matéria que considere pertinente, pois mesmo não sendo necessário identificar-se, poderá ter interesse para os leitores da SSRU, saber qual a sua motivação ou até o porquê deste ‘timing’,, ou qualquer outra questão que queira colocar.
    Sabe que todas as respostas aos seus comentários já se encontram publicadas, até aquela do subtítulo do sítio e por isso, mesmo sendo desagradável, poderá não lhe restar outra solução senão ir lendo para compensar estes 5 anos da sua ausência…
    Ficamos à espera!
    —–
    Berto, então? Continuamos à espera ou quê…?
    Quem são os amigos, quem são?

  7. Caro Berto das Taipas, Ilustre Vizinho
    Será certamente por motivos nobres e mais elevados do que os nossos que não se quis identificar ou sequer indicar-nos qual o nervo que tocamos. Os nossos motivos para permanecermos anónimos, como sabe pois temos dito por aqui amiúde, são mesquinhos e cobardes, como por exemplo, impedir que as pessoas que colaboram connosco sejam despedidas. Também temos dito que um dos administradores da SSRU é arquitecto e qual as profissões dos restantes, mas nenhum deles trabalha directamente para a cidade ou para o centro histórico, pelo que o seu oráculo não poderia estar mais errado. Por outro lado a nossa fila de descontentes é jeitosa, venha daí, puxe um banquinho e junte-se a nós na espera. Enquanto isso…
    “É no problema da educação que assenta o grande segredo do aperfeiçoamento da humanidade.” Emmanuel Kant, Filósofo alemão, 1724 // 1804

  8. “Uma alma, quando vazia,
    É cheia de carência,
    Um poço inesgotável
    De tristeza e frustrações.”
    Agamenon Troyan

    É só este o comentário que merece esta sociedade secreta que nem coragem tem para dar a cara !

    Boa noite Senhor Arquitecto/s ( quem sabe um dia chegue a vossa vez .. vão afiando os lápis , tenham fé .. há muito para recuperar no centro histórico, esperem sentados ! )

  9. porto sombrio, estas palavras são puro incentivo de quem, felizmente, valoriza o lugar onde vive ou onde trabalha e que não pode ficar impávido e sereno perante tanta hipocrisia.
    saudamos a vossa chegada, venham todos aqueles que vierem por bem e que defendam o que os políticos e os oportunistas são tão bons a destruir: “o bem comum”!
    resistam…

  10. Aqui está um blogue que achamos indispensável e contributivo para uma maior e mais profunda reflexão sobre a reabilitação urbana na cidade do Porto. Apreciamos e seguimos com todo o interesse os artigos aqui escritos, que contêm detalhes de muito que (infelizmente) ainda nos escapa.

    Dificilmente também deixamos de olhar para o Porto e reconhecer que existe uma reabilitação séria, bem coordenada ou harmoniosa com o sentido histórico e progressista que representa para nós esta cidade. Pelo menos podemos sempre identificar pequenos ateliers de arquitectura e algumas iniciativas civis (de agricultura urbana e não só) que visam contrariar esta negligência tão absurda por parte do Estado e da Câmara.

    Encaramos o sentido crítico deste blogue como algo de valioso. Os nossos parabéns.

  11. caro marco, agradecemos o seu comentário. as suas dicas são de facto oportunas e teremos que tomar decisões acerca da manutenção/eliminação de algumas páginas. contudo há as que foram desenhadas para serem fixas, como as duas primeiras.
    veremos…

  12. Este blog é muito interessante e dá o seu ponto de vista sobre a realidade do centro histórico. Aprecio que não sejam muito impositivos na exposição desse ponto de vista, pois dão algum espaço para quem lê poder pensar por si. Quanto às restantes páginas do blog, é pena que sejam tão estáticas e não sofram mais actualizações. Isso poderia ser um complemento bastante apreciado por quem estuda e procura informações que ninguém quer fornecer, como a câmara ou outras instituições públicas. Parabéns.

  13. Sejam bem-vindos!
    Esta página faz todo o sentido existir, mas não da forma como inicialmente a apresentámos, em diferido, ou seja, vocês enviavam os vossos comentários por mail e nós publicávamos.
    Isso não só ocupa tempo que ninguém tem, como perde actualidade. Assim, esta página poderá agora receber os vossos testemunhos e as nossas respostas instantâneas (quase), sabendo vocês de antemão que disparates ou asneiras, estarão liminarmente excluídos.

deixar um testemunho, de preferência agradável

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s